Em live especial, Mc Zaac fala sobre sua fábrica de hits e collabs com artistas internacionais

Voltar

Em live especial, Mc Zaac fala sobre sua fábrica de hits e collabs com artistas internacionais

Além da carreira, cantor contou também sobre sua relação com a família e paternidade 

 

Nesta última terça-feira, dia 28, o cantor Mc Zaac, um dos maiores nomes do funk na atualidade, participou de uma live especial no Instagram da GQ Brasil, onde falou mais sobre sua fábrica de hits, repleta de inúmeros sucessos, sobre suas collabs musicais com artistas nacionais e internacionais, além de abordar também sua relação com a família e paternidade.

Além da live, Zaac tem se mantivo ativo durante a quarentena. Depois de lançar a música Saudade em abril deste ano, já durante o isolamento social, o cantor presenteou seus fãs recentemente com seu mais novo single, Desce pro Play (Pa Pa Pa), em parceria com Anitta e o rapper norte-americano Tyga e acompanhado de um vídeoclipe .

A música mistura o funk clássico com uma pegada do hiphop norte americano, que se faz presente nos elementos sonoros característicos utilizados, além da estrutura e estilo que a canção segue, incluindo um refrão pop protagonizado por Anitta e uma parte com rimas feita por Tyga.

 

Em pouco mais de um mês, a faixa já vem gerando prêmios e números de sucesso. Por conta da música, o cantor recebeu um certificado de platina, equivalente a venda de mais de 80 mil unidades ajustadas do single. Com mais de 60 milhões de streams no total e mais de 52 milhões de views no YouTube, a canção se mantém firme e forte em primeiro lugar nas plataformas, além de também fazer parte de diversas playlists nacionais e internacionais.

 

Live com a GQ

Nossa redação separou alguns dos principais trechos da live especial da GQ Brasil com o cantor Mc Zaac, e deixamos em seguida o link para conferir a entrevista na íntegra:

GQ. Como foi a sua infância e seu início de carreira?

Zaac. Minha infância não foi difícil. Eu tive sempre o que eu precisava. Nunca nada a mais mas nunca nada a menos, minha mãe sempre fez o possível pra isso. E minha vida começou a ter um pouco mais de dificuldade quando eu resolvi abraçar meu sonho e viver da música. Foram muitas portas na cara, tem a questão de trocar o salário garantido de trabalhar numa empresa pelo dúvida de acreditar que um dia vai dar certo. Mas graças a Deus tudo deu certo e Ele me ajudou a só colocar “coisa chiclete” na cabeça de vocês hahaha. 

GQ. Bumbum Granada foi um divisor de águas na sua carreira?

Zaac. Foi, com certeza. E eu faço questão de deixar claro que Bumbum Granada é a música mais importante da minha vida porque foi a música que virou a chave e permitiu eu realizar meu sonho de viver da música. Inclusive, também nos números, ela é a maior canção da minha carreira. Ela tem 500 milhões de visualizações.

GQ. Como é sua relação com sua esposa Caroline e sua filha Isabelle?

Zaac. A Isa é um presente que Deus e a Carol me deram, e a Carol também é um presente de Deus na minha vida. Ela é demais, é uma pessoa super parceira. Eu até estava pensando em fazer um vídeo sobre isso, porque é muito bom ter alguém fechamento como a Carol é. Vida de mãe é muito difícil, muito complicado, e ela tira de letra, além de me acompanhar na ´correria de estúdios e gravação. Ela é demais!

GQ. Como a paternidade impactou e mudou a sua vida?

Zaac. Acho que, não só para mim, mas para todo mundo muita coisa muda quando se tem um filho. Você começa a pensar em diversas questões diferentes que talvez não pensava antes. No meu caso eu senti que comecei a me sentir mais responsável. Não por antes ser um cara “da bagunça”, mas por começar a direcionar mais meus objetivos e minha energia para a família, pensando que agora tenho uma responsabilidade de fazer não só por mim mas por outras pessoas que importam para mim. Eu sempre me cobrei muito e fui perfeccionista, mas hoje me cobro mais. Além disso ter uma filha foi um presente pra mim. Acompanhar o crescimento dela, o processo dela começar a andar, a falar, é meu maior presente.

GQ. Como está sendo o mercado da música e sua adaptação na quarentena?

Zaac. Eu acredito que neste momento de quarentena estão todos se reinventando e descobrindo coisas de si que não sabia. É também um momento bom para nos apegarmos a coisas que as vezes a correria da profissão não permitia, como por exemplo ficar com a família, que era algo difícil por conta das viagens. Eu gosto também de mexer em programas no computador de “beats”, para aprender e produzir novas coisas. Eu tenho composto muita música durante esse período de isolamento. Inclusive é uma dica que eu deixo para as pessoas, de buscarem aprender e fazer coisas que não conseguiam antes, por não ter tempo, e extrair desse momento difícil algo positivo.

 

Confira o bate-papo completo do cantor Mc Zaac com a GQ Brasil: