Carol Biazin

Voltar

Biografia

Uma das grandes potências em ascensão no pop nacional, Carol Biazin, cantora e compositora, conquistou um público fiel em apenas cinco anos de carreira. Com um álbum de estúdio e dois EPs, sua discografia soma 25 milhões de reproduções no Spotify. No YouTube, são mais de 100 milhões de views, entre videoclipes, covers e apresentações ao vivo.

Nascida e criada no interior do Paraná, Carol já publicava covers e faixas autorais em seu canal do YouTube quando participou da sexta temporada do The Voice Brasil, em 2017. Na audição às cegas, cantou “Daddy Lessons”, da Beyoncé, e conquistou os quatro jurados de primeira. Escolheu integrar o time de Ivete Sangalo e chegou até a final do programa.

Meses depois, em abril de 2018, Carol fez sua estreia nas plataformas digitais com a faixa “Você Tem”, parceria com Dreicon, seu colega no reality. No mesmo ano, disponibilizou “Talvez”, sua primeira canção solo, cujo clipe foi eleito o melhor do ano pelo público nas redes sociais do TVZ. Em abril de 2019, foi lançado o EP intitulado “S”, com quatro faixas, incluindo o single “Suas Linhas”, um de seus maiores sucessos que já soma mais de 9 milhões de streams só no Spotify.

“S” teve sua produção assinada pela Head Media, dos produtores Dan Valbusa, Marcelinho Ferraz e Pedro Dash, e distribuição pela Universal Music. Com a Head Media, Carol definiu e apresentou sua identidade sonora, que une o R&B ao pop, e também produziu seu álbum de estreia, “Beijo de Judas”, lançado em novembro de 2020, com parcerias com Luísa Sonza, Vitão, Dilsinho e Gloria Groove. O projeto, que aborda temas sociais importantes, como os percalços da indústria musical e a cultura do cancelamento, tornou Biazin a primeira artista no Brasil a lançar um álbum com faixas escondidas na tracklist das plataformas de música, ação inovadora e disruptiva no mercado fonográfico.

Multi-instrumentista, Carol toca violão, banjo, teclado e gaita, e também é um grande talento na composição, tendo escrito diversas letras do cenário pop brasileiro, como “Complicado”, de Vitão e Anitta, “Juntinho”, da Rouge, e cinco canções do álbum “Doce 22” de Luísa Sonza, como os sucessos “penhasco”, “melhor sozinha :-)-:” e “anaconda *o*~~~-” com Mariah Angeliq.

A artista começou 2022 com a divulgação do single “Garota Infernal”, em fevereiro, com o qual se tornou a primeira artista brasileira a receber o suporte da Amazon Music, no projeto “Ecoando”. No mês seguinte assinou contrato com a Universal Music Brasil. Em abril, lançou seu primeiro projeto audiovisual, “Beijo De Judas (Ao Vivo)”, com produção feita 100% por mulheres, o que reforça a preocupação e valorização de Biazin para uma maior igualdade de mulheres no trabalho do cenário musical como também em qualquer outro segmento.

Para o segundo semestre do ano, a cantora prepara lançamentos marcantes e versáteis, aplicando ao máximo seu potencial como cantora, compositora e performer.

Créditos para foto: João Pachecco