Negra Li

Voltar

Biografia

Negra Li, nome artístico de Liliane de Carvalho, é uma cantora, compositora e atriz brasileira. Nascida na Vila Brasilândia, periferia de São Paulo, sempre teve o sonho de ser artista. Aos 15 anos se matriculou em aulas de teatro e um ano depois, descobriu a paixão pela música participando de um grupo composto por amigos próximos.

Em uma dessas apresentações com eles, teve seu primeiro contato com o RZO. O encontro foi tão enriquecedor que Negra passou por testes e se tornou integrante oficial da banda. Juntos, lançaram a música “Paz Interior”, que foi a primeira gravação profissional, lançada em 1999.

O RZO deu grandes oportunidades profissionais para a cantora. A parceria com Charlie Brown Jr foi uma delas. Com a música “Não é Sério” conseguiu reconhecimento não somente do público que consome RAP, mas a fez ser notada por outros segmentos musicais.

Em 2005, Negra optou pela carreira solo, entrando no time da Universal Music. Com contrato, se tornou a primeira rapper brasileira a assinar com uma gravadora multinacional.

Seu primeiro álbum solo vindo dessa parceria foi “Guerreiro, Guerreira”, lançado no mesmo ano. Tal projeto ganhou o prêmio “Video Music Brasileiro” (VMB) na categoria ‘Melhor Videoclipe de Rap’ e o prêmio “Hutúz” como ‘Melhor Grupo ou Artista Solo’.

Nos anos seguintes, Negra dividiu seus projetos entre música e dramaturgia, suas maiores paixões.

Em 2006, lançou “Negra Livre”. Já o videoclipe da faixa “Você Vai Estar na Minha” lhe rendeu o “Prêmio Jovem Brasileiro” na categoria ‘Melhor Clipe’ e a disputa novamente ao “Video Music Brasil”, na mesma categoria. Ainda em 2006 deu vida a personagem Preta no longa “Antonia”, sendo uma das cinco protagonistas que devido ao sucesso, o produto se tornou uma série com duas temporadas produzida pela O2 em parceria com a Rede Globo, além de ter indicação ao “Emmy Internacional”na categoria ‘Melhor Telefilme / Minissérie”.

Em 2009, recebeu o convite do cantor senegalês Akon para dividir os vocais da música “Beautiful”. Esta parceria ganhou versão em vídeo gravado no México, onde a cantora dividiu cenas dançantes ao lado do astro internacional. Na sequência , participou do filme “400 contra 1”, que retrata a história do Comando Vermelho, com direção de  Caco Souza e produção da Globo Filmes. Ainda no mesmo ano, recebeu o prêmio ‘Hutúz’ como “Melhor Artista Solo Feminina da Década”.

Para 2012, trouxe o álbum “Tudo de Novo” com referências de hip hop, soul e R&B, mostrando que pode transitar do Rap para a MPB e que sua versatilidade é inegável. Investindo nessa mistura, sua coletânea teve a participação de Sérgio Britto, Edgard Scandura, Leandro Lehart, Gee Rocha e Di Ferrero.

No teatro, interpretou Maria Madalena no musical “Jesus Cristo Superstar”, com direção de Jorge Takla e Vânia Pajares. A montagem de 2014 mostrou os últimos dias de Cristo e sua relação com Judas e Maria Madalena.

Para ressaltar a raiz africana, a musical e a da periferia, em 2018 divulgou o álbum “Raízes”, passando pelos estilos de R&B, trap, reggae, pop, rap – ritmos latinos e africanos conectados pela sonoridade brasileira. O álbum trouxe parcerias inéditas como Seu Jorge, Gaab, Cynthia Luz e  Rael. Sua versão em videosclipes fala da resistência, luta e força dos negros, desde a época da escravião.

No mesmo ano, Negra Li deu vida à personagem Fátima na série “Z4”, produzida pelo canal Disney Channel em parceria com o SBT. Com direção de Marcio Trigo, a série teen ganhou duas temporadas e os atores Werner Schunemann, Angela Dippe e Manu Gavassi também fizeram parte do elenco.

Em 2020, fez uma participação na série humorística “O Dono do Lar”, no Multishow. A seguir, integrou o elenco de “O Segundo Homem”, de Thiago Luciano, que conta a história de um Brasil com porte de armas liberado. Negra Li e Cleo dão vida a uma dupla de policiais ao lado de Wolf Maia no papel do General Assis.

Com a chegada da pandemia da covid-19, a cantora realizou muitas lives de temas relevantes e diversos, destacando-se a que fez em prol do seu bairro de origem, Brasilândia. Além disso, vem aproveitando para se dedicar à  música.

Empoderada e dona de sua carreira, Negra é mãe de dois filhos, Sofia de 11 anos e Noah de 3 anos. Ela tem como hobbies dançar, praticar exercícios físicos, viajar, além de curtir filmes e séries com os filhos em casa.

Em 2021 Negra Li iniciou sua série de lançamentos com o single “Comando” trazendo em seu conceito um manifesto sobre os obstáculos e preconceitos que a comunidade preta enfrenta diariamente e faz parte de seu novo álbum de estúdio. Por reconhecimento de muito trabalho desde a adolescência, Negra Li, quebrou barreiras em toda sua trajetória artística, quer usar seu espaço para falar de questões sociais importantes, por meio de sua arte, ampliando seu discurso em prol de mudanças.