Negra Li

Voltar

Biografia

Negra Li, nome artístico de Liliane de Carvalho, é uma cantora, compositora e atriz brasileira. Nascida na Vila Brasilândia, periferia de São Paulo, sempre teve o sonho de ser artista. Aos 15 anos se matriculou em aulas de teatro e um ano depois, descobriu a paixão pela música participando de um grupo composto por amigos próximos.

Em uma dessas apresentações com eles, teve seu primeiro contato com o RZO. O encontro foi tão enriquecedor que Negra passou por testes e se tornou integrante oficial da banda. Juntos, lançaram a música “Paz Interior”, que foi a primeira gravação profissional, lançada em 1999.

O RZO deu grandes oportunidades profissionais para a cantora. A parceria com Charlie Brown Jr foi uma delas. Com a música “Não é Sério” conseguiu reconhecimento não somente do público que consome RAP, mas a fez ser notada por outros segmentos musicais.

Em 2005, Negra optou pela carreira solo, entrando no time da Universal Music. Com contrato, se tornou a primeira rapper brasileira a assinar com uma gravadora multinacional.

Seu primeiro álbum solo vindo dessa parceria foi “Guerreiro, Guerreira”, lançado no mesmo ano. Tal projeto ganhou o prêmio “Video Music Brasileiro” (VMB) na categoria ‘Melhor Videoclipe de Rap’ e o prêmio “Hutúz” como ‘Melhor Grupo ou Artista Solo’.

Nos anos seguintes, Negra dividiu seus projetos entre música e dramaturgia, suas maiores paixões.

Em 2006, lançou “Negra Livre”. Já o videoclipe da faixa “Você Vai Estar na Minha” lhe rendeu o “Prêmio Jovem Brasileiro” na categoria ‘Melhor Clipe’ e a disputa novamente ao “Video Music Brasil”, na mesma categoria. Ainda em 2006 deu vida a personagem Preta no longa “Antonia”, sendo uma das cinco protagonistas que devido ao sucesso, o produto se tornou uma série com duas temporadas produzida pela O2 em parceria com a Rede Globo, além de ter indicação ao “Emmy Internacional”na categoria ‘Melhor Telefilme / Minissérie”.

Em 2009, recebeu o convite do cantor senegalês Akon para dividir os vocais da música “Beautiful”. Esta parceria ganhou versão em vídeo gravado no México, onde a cantora dividiu cenas dançantes ao lado do astro internacional. Na sequência , participou do filme “400 contra 1”, que retrata a história do Comando Vermelho, com direção de  Caco Souza e produção da Globo Filmes. Ainda no mesmo ano, recebeu o prêmio ‘Hutúz’ como “Melhor Artista Solo Feminina da Década”.

Para 2012, trouxe o álbum “Tudo de Novo” com referências de hip hop, soul e R&B, mostrando que pode transitar do Rap para a MPB e que sua versatilidade é inegável. Investindo nessa mistura, sua coletânea teve a participação de Sérgio Britto, Edgard Scandura, Leandro Lehart, Gee Rocha e Di Ferrero.

No teatro, interpretou Maria Madalena no musical “Jesus Cristo Superstar”, com direção de Jorge Takla e Vânia Pajares. A montagem de 2014 mostrou os últimos dias de Cristo e sua relação com Judas e Maria Madalena.

Para ressaltar a raiz africana, a musical e a da periferia, em 2018 divulgou o álbum “Raízes”, passando pelos estilos de R&B, trap, reggae, pop, rap – ritmos latinos e africanos conectados pela sonoridade brasileira. O álbum trouxe parcerias inéditas como Seu Jorge, Gaab, Cynthia Luz e  Rael. Sua versão em videosclipes fala da resistência, luta e força dos negros, desde a época da escravião.

No mesmo ano, Negra Li deu vida à personagem Fátima na série “Z4”, produzida pelo canal Disney Channel em parceria com o SBT. Com direção de Marcio Trigo, a série teen ganhou duas temporadas e os atores Werner Schunemann, Angela Dippe e Manu Gavassi também fizeram parte do elenco.

Em 2020, fez uma participação na série humorística “O Dono do Lar”, no Multishow. A seguir, integrou o elenco de “O Segundo Homem”, de Thiago Luciano, que conta a história de um Brasil com porte de armas liberado. Negra Li e Cleo dão vida a uma dupla de policiais ao lado de Wolf Maia no papel do General Assis.

Com a chegada da pandemia da covid-19, a cantora realizou muitas lives de temas relevantes e diversos, destacando-se a que fez em prol do seu bairro de origem, Brasilândia. Além disso, vem aproveitando para se dedicar à  música.

Empoderada e dona de sua carreira, Negra é mãe de dois filhos, Sofia de 11 anos e Noah de 3 anos. Ela tem como hobbies dançar, praticar exercícios físicos, viajar, além de curtir filmes e séries com os filhos em casa.

Após participar de alguns projetos musicais em 2020, como “Me Deixa Ir”, ao lado de Lary, Ananda, Mariana Mello e Lilliam, chegou em 2021 fazendo uma nova versão da música “Joga Fora” de Sandra de Sá para uma ação da Eletrolux, em prol da conscientização da importância da sustentabilidade e o consumo consciente. Essa nova versão recebeu o nome de “Não Joga Fora no Lixo”.

No mês de Maio a cantora lançou o single “Comando”, trazendo uma letra empoderada, enaltecendo as raízes e a ancestralidade das mulheres pretas. Seu lançamento mais recente foi “Eu Preciso Ir”, ao junto do cantor Ferrugem. A letra se baseia no término de seu casamento, e usa da essência do pagode para cantar sobre essa difícil fase de sua vida.

A cantora entrou em estúdio no fim do ano, e prepara grandes novidades para 2022, sendo a primeira delas, um novo single no primeiro trimestre.